Alepa celebra diversidade religiosa com a Comenda Mãe Doca



Nesta quinta-feira (01), o deputado Carlos Bordalo (PT), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, participou da solenidade de entrega da Comenda Mãe Doca, na Assembleia Legislativa do Pará, outorgada a diversas personalidades representantes dos povos de matriz africana. A cerimônia encerra uma semana de atividades voltadas ao reconhecimento da diversidade religiosa no Estado, incluindo a exposição "Imagem do Sagrado", no hall do prédio da Alepa, que reuniu símbolos religiosos dos povos e comunidades tradicionais de matriz africana.

Ontem, a Comissão de Direitos Humanos da Alepa apresentou um dossiê sobre intolerância religiosa contra os povos de matriz africana. De 2015 a 2017, foram assassinadas sete lideranças afro-religiosas no Pará, o que resultou na criação de um grupo de trabalho para acompanhar as investigações dos casos e em várias ações de combate ao racismo institucional e religioso no Estado, como a criação da Frente Parlamentar de Combate a Intolerância Religiosa. O relatório foi entregue durante Audiência Pública sobre o tema, realizada a partir de requerimento do deputado estadual Dirceu Ten Caten (PT). 

"A laicidade do Estado precisa ser respeitada, para que cada cidadão, cada comunidade tenha garantido o seu direito de prestar culto à entidade e divindade que desejar. Esse é o papel do Estado na garantia de direitos, de forma universal", defende o parlamentar. 

Comentários